sexta-feira, dezembro 23, 2005

Faz-se de conta

- Faz-se de conta que está aqui um texto lindo sobre o Natal, o amor, as crianças, a família, os amigos e mais luzes assim;
- Faz-se de conta que respondi a todos os telefonemas, cartões enviados pelo correio, sms's, emails, comentários no blog e outras formas de recebimento de votos de quadra feliz em vez de ser a ursa que nem manda nem responde;
- Faz-se de conta que tenho presentes para todas as pessoas a quem quero dar, incluindo as minhas irmãs...
- Faz-se de conta que as malas estão aviadas e o cesto da roupa suja não está cheio até acima;
- Faz-se de conta que já tratei de tudo o que tinha para tratar;
- Faz-se de conta que tenho ainda imenso tempo para o que falta;
- Faz-se de conta que consegui estar com toda a gente a quem me apetecia dar um grande abraço;
MAS!
Não se faz de conta que fui ao cabeleireiro! Olé!(as prioridades são as prioridades e mai nada!)

Feliz Natal para todos, meus queridos amigos. E muito obrigada pelo ano bom que me proporcionaram.

100nada

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

“Nos Natais os regimes Comunistas punham no sapatinho das criancinhas os cadáveres dos familiares, enquanto que no Ocidente Livre os sapatinhos estão recheados de bens de consumo e brinquedos “. – Quitéria Barbuda in “Natal só para os que merecem”, Revista “Espírito”, nº 23, 2005.

www.riapa.pt.to

sexta dez 23, 06:08:00 da tarde GMT  

Enviar um comentário

Actu(alizções)Plagiadissimo(desblog) blogaqui?